22.08.2018

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

COORDENAÇÃO INTERSINDICAL DEFLAGRA MOVIMENTO UNIFICADO PARA A PRÓXIMA TERÇA-FEIRA
Todas as entidades de classe presentes concordaram na realização de um movimento unificado e contínuo até que o Estado receba os representantes da Intersindical e atenda às reivindicações.
Luan Guedes
Da FESEMPRE, em Belo Horizonte - MG.


17/05/2018 • 16h19


 

A Coordenação Intersindical se reuniu ontem (14.05) para tratar das diversas questões de descompromisso do governo para com o funcionalismo público como o atraso e parcelamento dos salários, o sucateamento do IPSEMG, falta de reajustes salariais e a desvalorização dos aposentados. Além destas, há inúmeras outras pautas específicas de cada categoria.

 

Na ocasião, estas pautas em comum a todas as categorias ali representadas foram o foco para as entidades sindicais deflagarem um movimento conjunto na Assembleia Legislativa, no dia 22.05 (terça-feira), às 14h, aproveitando o momento delicado do Governo. A listagem de mais de 90 mil servidores em situação de irregularidade anunciada pelo Tribunal de Contas do Estado que fez com que o Governo revise e refaça todas as folhas de pagamento – motivo pelo qual o mesmo diz ter que adiar e descumprir o cronograma de pagamentos do funcionalismo público – expõe a fragilidade da gestão de Pimentel às vesperas das eleições. 

 

Diante deste cenário, a Intersindical convoca os servidores das diversas categorias, que estão cansados de verem seus salários adiado e parcelados todos os meses desde 2015, para que compareçam na Assembleia e reforcem as pressões sobre o Estado. Este novo adiamento vem somar às diversas demonstrações da falta de compromisso do mesmo para com o funcionalismo público.

 

Outra pauta que acompanha a movimentação da Instersindical desde o ano passado é o sucateamento do IPSEMG. As entidades de classe pedem a saída do Presidente do Instituto, Hugo Vocurca, que não teve competência para gerir o sistema de saúde dos servidores e deixou que o mesmo chegasse a tal ponto de sucateamento, com enormes filas para atendimento, falta de materiais básicos, medicamentos, falta de profissionais, cancelamentos de procedimentos, corredores do SMU (Serviço Médico de Urgência) lotados e importantes hospitais descredenciados.

 

Além disso, as entidades também pedem a valorização dos aposentados, inclusive estendendo à eles os benefícios concedidos aos servidores da ativa.

 

Todas as entidades de classe presentes concordaram na realização de um movimento unificado e contínuo até que o Estado receba os representantes da Intersindical e atenda às reivindicações, principalmente no que concerne à regularização dos pagamentos em parcela única no 5º dia útil.

 

Participaram do encontro representantes do SINDASP-MG, ASTHEMG, SISIPSEMG, SINDPOL, ASSIMA, UNSP, FESEMPRE, SINDPÚBLICOS, SINTDER, SINTTOP, ADEPOL, GESP e SINDESPE.

 

 

 

Fonte: Coordenação Intersindical  

 

 

Federação Interestadual dos Servidores Públicos Municipais e Estaduais
Assessoria de Comunicação - (31) 3274-2427
Email: comunicacao@fesempre.org.br
Curta nossa fan page: facebook.com/fesempreoficial

  • Voltar

  •  

Parceiros
Rua da Bahia, 1148 - 16º andar - Centro - Belo Horizonte | MG - CEP 30160-906 - 31 32742427
©2010 | 2018 FESEMPRE. Todos os direitos reservados.