23.05.2018

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

ASSESSOR SINDICAL DA FESEMPRE PARTICI PA DE REUNIÕES E ASSEMBLEIAS EM TRÊS CIDADES MINEIRAS
Afonso Donizeti esteve em Santo Antônio do Amparo, Delfinópolis e Perdões para prestar auxilio aos sindicatos. 
Bruno Menezes
Da FESEMPRE, em Belo Horizonte - MG.


13/03/2018 • 12h28


Na última semana, o assessor sindical da Federação Interestadual dos Servidores Públicos Municipais e Estaduais (Fesempre) caiu na estrada para visitar e auxiliar três sindicatos em suas demandas: o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Perdões (Sinsepp), o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Santo Antônio do Amparo (Sermusaa) e o Sindicato dos Empregados da Prefeitura Municipal de Delfinópolis (Sempre).

 

Perdões

 

 

O primeiro sindicato a ser visitado foi o Sinsepp, no dia 7 de março. Na oportunidade, o assessor sindical da Fesempre, Afonso Donizeti se reuniu com o presidente do sindicato, Juliano Brito e sua diretoria para tratar da regularização da Entidade perante o Ministério do Trabalho, além de auxiliar em outras demandas.

 

Santo Antônio do Amparo

 

 

No mesmo dia, Donizeti visitou o Sermusaa. Ele foi recebido pela presidente da Entidade, Denise Alves. Juntamente com outros membros da diretoria do Sindicato, eles se reuniram com o Prefeito do Município, Evandro Carrara (PMDB). Na reunião, eles trataram sobre os últimos decretos da Prefeitura que trazem prejuízos para os servidores que precisam tirar licença médica, além do corte de ponto da categoria devido à última paralisação.

 

O que ocorre é que a Prefeitura, por meio de decreto, definiu que os servidores que se afastarem por licença médica, precisam apresentar atestado de, pelo menos, dois médicos. Revoltados com a situação, a categoria decidiu realizar uma paralisação de três dias. Com isso, a Prefeitura fez o corte de ponto. Segundo o Sindicato, o Estatuto do Servidor também prevê que a cada falta não justificada, o servidor perde 20 dias na contagem das férias prêmio.

 

“Nosso objetivo na reunião foi tentar negociar com o Prefeito a revogação dos cortes para que os servidores não sejam mais prejudicados. Infelizmente, ele se mostrou fechado para as negociações e manteve sua posição. A Prefeitura não tem o poder de julgar se uma greve é legal ou não. Greve é um direito da categoria. Nossa recomendação é de que o Departamento Jurídico do Sindicato resolva o caso na Justiça”, pontuou o assessor sindical da Fesempre, Afonso Donizeti.

 

 

Mais tarde, o Sermusaa realizou uma assembleia para tratar sobre a Contribuição Sindical Obrigatória de 2018. Na oportunidade, foram debatidos temas importantes como: Os reflexos das Reformas do Governo Federal no Serviço Público e no Movimento Sidnical; A Retirada de Direitos dos Servidores Públicos e o Desmonte dos Direitos Trabalhistas e do Movimento Sidnical. Ao final da assembleia, por meio de votação, os servidores aprovaram o desconto da Contribuição Sindical Obrigatória.

 

Delfinópolis

 

 

A última parada foi em Delfinópolis. O assessor sindical da Federação, Afonso Donizeti foi recebido pelo presidente do Sempre, Júlio Resende e sua diretoria. Na oportunidade, foi realizada uma assembleia com os servidores municipais para tratar sobre a Contribuição Sindical Obrigatória de 2018. Em votação, a categoria aprovou, por unanimidade, o desconto. “A aprovação pela categoria é importante para o fortalecimento das atividades do Sindicato”, afirmou o presidente do Sempre, Júlio Resende.

 

 

Federação Interestadual dos Servidores Públicos Municipais e Estaduais
Assessoria de Comunicação - (31) 3274-2427
Email: jornalismo@fesempre.org.br
Curta nossa fan page: facebook.com/fesempreoficial

  • Voltar

  •  

Parceiros
Rua da Bahia, 1148 - 16º andar - Centro - Belo Horizonte | MG - CEP 30160-906 - 31 32742427
©2010 | 2017 FESEMPRE. Todos os direitos reservados.