24.04.2018

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FESEMPRE SAÚDE: CORRIDA PARA INICIANTES
Oito passos para deixar a preguiça de lado e começar a se exercitar.
Luan Guedes
Da FESEMPRE, em Belo Horizonte - MG.


19/01/2018 • 15h09


 

 

A corrida é uma excelente atividade física. Ajuda a emagrecer, fortalece os músculos, aumenta o condicionamen- to físico, auxilia no controle do coles- terol e previne a osteoporose. Sem contar aquela incrível sensação que dá, graças à liberação de endorfina, hormônio capaz de melhorar o sistema nervoso central, elevan- do a autoestima e reduzindo a ansiedade. Mas engana-se quem acha que, para correr, é só calçar o tênis e sair por aí, desbravando novos ares. “Uma série de cuidados deve ser tomada para evitar lesões e trazer, de fato, be- nefícios à saúde”, adianta a educadora física Mariana Henriques Pinto Rodrigues.

 

 

CONFIRA OITO PASSOS PARA EVOLUIR NO TREINO:

 

 

- CONSULTE UM MÉDICO

 

Antes de iniciar qualquer atividade física, é essencial passar por uma avaliação médica. Com a corrida não é diferente, especialmente porque exige boa saúde do coração. Ir ao cardiologista, portanto, é primordial. O ortopedista também vai avaliar a qualidade dos seus músculos, dos ossos e das articulações para evitar lesões.

 

 

- ESCOLHA UM BOM CALÇADO

 

A corrida é um esporte que exige poucos acessórios, mas o tênis precisa ser adequado. O solado sem amortecimento, por exemplo, pode causar incômodos futuros. E existem diferentes tipos de pisada. Para a neutra, na qual o impulso começa com a parte externa do calcanhar, escolha calçados com menos restrição. A pisada pronada, que começa com o lado esquerdo do calcanhar, exige um tênis com controle de estabilidade e amortecimento. Já a supinada, cuja parte externa do pé é mais utilizada, principalmente a área do dedo mínimo, requer reforço no amortecimento, além do controle de estabilidade. Na avaliação com o ortopedista ou em lojas especializadas é possível definir o modelo ideal. Use, também, roupas leves para que sua corrida seja confortável. As dry fit são uma boa alternativa.

 

 

- COMA BEM

 

Consuma alimentos leves antes dos treinos, de preferência carboidratos de fácil digestão. E nunca corra em jejum. A corrida é uma atividade aeróbica que queima muita energia, por isso, para evitar a queda brusca de pressão ou a glicemia, alimente- se bem e hidrate-se. Vale lembrar que a modalidade, somente, não faz milagres. Se o objetivo é perder peso, procure um nutricionista para orientá-lo.

 

 

- TENHA PACIÊNCIA

 

Comece aos poucos. Uma boa opção é intercalar a corrida com a caminhada, na proporção de três por um. Durante vinte minutos, por exemplo, alterne um minuto de corrida com três de caminhada. À medida que for se sentindo melhor, diminua o tempo de caminhada. Em vinte dias de treino, praticando três vezes por semana, já é possível elevar o condicionamento físico e aumentar o tempo de estímulos. Um profissional de educação física pode auxiliá-lo com uma programação adequada.

 

 

- TRACE METAS

 

Aumente gradativamente o tempo de corrida ao longo das semanas, nem que sejam dois ou três minutos. Traçar metas e definir objetivos ajudam a manter o foco e mostram a nós mesmos que somos capazes. Ter constância nos treinos é o primeiro passo para ver resultados. O corpo precisa de tempo para gerar adaptações.

 

 

- SAIBA MAIS E ONDE

 

Para quem nunca correu, a esteira pode ser uma boa opção. Nela, é possível controlar a velocidade, além de diminuir o impacto e excluir condições climáticas não favoráveis.Se optar pela rua, dê preferência a lugares arborizados, planos e sem variação do solo. Manhã e fim de tarde são horários ideais, já que o sol ainda está fraco, provocando menos desgaste físico e melhorando, assim, o desempenho.

 

 

- NÃO EXAGERE

 

É normal sentir dores na panturrilha, coxa e em outras regiões, principalmente se passou a praticar atividade física recentemente. Se a dor aguda persistir, no entanto, não hesite em descansar, para depois retomar os treinos. O descanso é uma etapa fundamental. Saiba o seu limite, respeitando sua individualidade. Cuide do seu corpo e escute-o com carinho.

 

 

- MOTIVE-SE

 

Sabe aquele dia em que, depois de uma jornada de trabalho longa e exaustiva, você só pensa em chegar em casa e se jogar no sofá? Isso acontece com todo mundo. Há momentos em que a preguiça domina. A corrida, todavia, dá sensação de bem-estar e ajuda manter a disposição no dia a dia. Crie o hábito e reserve ao menos um tempinho para praticar. Mesmo nos dias difíceis, procure algo que o incentive: uma boa companhia, um lugar agradável ou uma lista de músicas que o deixe para cima. Tudo isso pode dar o empurrãozinho de que você precisava.

 

 

 

POR ISABELA GROSSI

 

Fonte: Bardot Magazine

 

 

 

Federação Interestadual dos Servidores Públicos Municipais e Estaduais
Assessoria de Comunicação - (31) 3274-2427
Email: jornalismo@fesempre.org.br
Curta nossa fan page: facebook.com/fesempreoficial

  • Voltar

  •  

Parceiros
Rua da Bahia, 1148 - 16º andar - Centro - Belo Horizonte | MG - CEP 30160-906 - 31 32742427
©2010 | 2017 FESEMPRE. Todos os direitos reservados.