11.12.2018

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FESEMPRE SAÚDE: CALIFÓRNIA LANÇA GUIA PARA MINIMIZAR EXPOSIÇÃO À RADIAÇÃO DO CELULAR
Departamento de Saúde da Califórnia recomenda desligar o aparelho sempre que possível e mantê-lo longe da cama durante a noite.
Luan Guedes
Da FESEMPRE, em Belo Horizonte - MG.


17/01/2018 • 14h46


Diretrizes recomendam manter o celular longe do corpo sempre que possível; modo avião também minimiza emissão de ondas (Foto: G1 )

 

 

Embora estudos sejam inconclusivos quanto aos efeitos das ondas de radiação emitidas pelo celular, o Departamento de Saúde da Califórnia decidiu lançar um guia para que as pessoas minimizem o uso do aparelho.

 

A preocupação das autoridades reside no uso crescente e na exposição prolongada, principalmente entre crianças.

 

Nos Estados Unidos, 95% da população têm um telefone celular. A preocupação é maior entre jovens em desenvolvimento: em média, crianças de 10 anos já começam a usar o aparelho.

 

"O cérebro de crianças continua a se desenvolver durante a adolescência e pode ser afetado pelo uso do celular", disse Karen Smith, diretora do Departamento de Saúde da Califórnia, em nota.

 

 

 

"Pais devem considerar reduzir o tempo que crianças e adolescentes ficam expostas ao aparelho. Também é recomendável que eles desliguem o celular durante à noite."

 

 

 

CONFIRA COMO EVITAR A EXPOSIÇÃO:

 

- Deixe o celular distante do corpo: ao falar, prefira a opção de 'autofalante' ou use um fone. Também é recomendado carregar o aparelho na bolsa e não junto ao corpo, já que o celular continua a emitir ondas quando está ligado.

 

- Prefira o envio de mensagens: isso diminui a exposição às ondas emitidas pelo aparelho.

 

- Evite usar o celular quando o sinal está fraco: o aparelho emite mais ondas de radiação nessas circunstâncias porque tenta, mesmo assim, se conectar com a torre.

 

- Evite o streamming de áudio ou de vídeo: prefira fazer o download do arquivo e, ao ouvir ou assistir, coloque o celular em modo avião para diminuir a emissão de ondas de radiação.

 

- Não durma com o celular perto da cama: se preferir ter o aparelho perto de você, desligue-o ou ligue o modo avião.

 

 

 

POSSÍVEIS RISCOS:

 

O Departamento de Saúde da Califórnia também citou riscos que foram mapeados em estudos, embora eles não representem uma causalidade direta (outros fatores podem influenciar no resultado).

 

Para que o risco se apresente, também o uso precisa ser excessivo e prolongado. São eles:

 

- Tumores cerebrais e câncer de nervos relacionados à audição;

 

- Tumores nas glândulas salivares;

 

- Baixa contagem de esperma ou menor mobilidade;

 

- Dores de cabeça e efeitos na aprendizagem e memória;

 

- Interferência no sono.

 

 

Fonte: G1

 

 

Federação Interestadual dos Servidores Públicos Municipais e Estaduais
Assessoria de Comunicação - (31) 3274-2427
Email: jornalismo@fesempre.org.br
Curta nossa fan page: facebook.com/fesempreoficial

  • Voltar

  •  

Parceiros
Rua da Bahia, 1148 - 16º andar - Centro - Belo Horizonte | MG - CEP 30160-906 - 31 32742427
©2010 | 2018 FESEMPRE. Todos os direitos reservados.